Categoria: Receitas

Sonhos de Cenoura

Sonhos de Cenoura

Sonho de Natal ou simplesmente sonho é um doce típico da culinária Portuguesa, consumido tradicionalmente na quadra natalícia.
Os sonhos de Natal são fritos, apresentando uma forma esférica e uma tonalidade exterior alaranjada.

Receita de Sonhos de Cenoura, ficam muito fofos e leves, experimente!

Ingredientes

  • 30 g de fermento de padeiro
  • 0,5 dl de leite
  • 250 g de farinha
  • 500 g de cenoura cozida
  • sal, óleo, açúcar e canela q.b.

Modo de preparação

1. Comece por dissolver o fermento em leite morno.

2. Adicione a farinha, depois a cenoura, previamente feita em puré.

3. Tempere com uma pitada de sal, amasse bem e tape com um pano.

4. Coloque em local aquecido e deixe levedar.

5. Em seguida, com uma colher retire pedaços de massa e ponha fritar em óleo quente, virando-os de vez em quando.

6. Retire com uma escumadeira e deixe a escorrer em papel absorvente.

7. Passe-os por açúcar e canela enquanto estiverem mornos.

 

Bom Proveito!

 

 

Mexidos (ou formigos) de Natal

Mexidos (ou formigos) de Natal

É um doce de travessa português típico do Natal minhoto e trasmontano composto basicamente de pão, frutos secos, ovos, vinho do Porto e canela!

Ingredientes

  • 150gr de pão regional
  •  250gr de açúcar
  • 3dl de leite
  • 3dl de água
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 1 cálice de vinho do Porto
  • 4 gemas de ovo + 2 ovos inteiros
  • 50gr de passas
  • 50gr de pinhões
  • 50gr de nozes
  • 50gr de avelãs
  • 1 pau de canela
  • casca de limão

Modo de preparação

1. Leve ao lume um tacho com o leite, a água, a casca de limão, o açúcar e a canela e deixe ferver durante 3 minutos.
2. Retire depois o pau de canela e o limão. 3. Adicione o pão partido em pedaços, a manteiga, o vinho do porto e leve ao lume até começar a dourar.
4. Retire do lume e junte os ovos batidos, as passas, as avelãs, o miolo de pinhão e as nozes.
5. Leve novamente ao lume para espessar um pouco e coloque depois o doce numa travessa.
6. Polvilhe com canela a gosto!

Bom proveito!

Filhoses de natal

Filhoses de natal

Uma filhó (plural filhós) ou filhós (plural filhoses), é uma especialidade gastronómica portuguesa, muito comum nas regiões do interior por altura do Natal. Foi criada em Mação e a melhor Filhóseira de sempre foi a Avó Luísa. É feita com farinha e ovos, por vezes também com abóbora e raspa de laranja, frita em azeite, ou outros óleos vegetais. Muitas vezes é polvilhada de açúcar e canela. Em Portugal é também conhecido como "velhoz" ou simplesmente "fritos". Em algumas aldeias são conhecidos como "Bolos Fritos"

Ingredientes

  • 1 kg de farinha de trigo
  • 10 ovos
  • 1/4 Lt de azeite
  • 1/2 cálice de aguardente branca
  • 1 colher (café) de sal
  • 30 gr de fermento de padeiro

Modo de preparação

  •  Comece por desfazer o fermento num pouco de leite morno e junte um pouco de farinha, fazendo uma papa.
  • Deixe-a levedar numa tigela.
  • Ponha a farinha num alguidar grande, tendo em conta que a massa irá crescer muito e junte o sal.
  • Leve o azeite ao lume e assim que começar a querer ferver retire-o e vá despejando sobre a farinha, tendo o cuidado de mexer com uma colher de pau, para escaldar muito bem toda a farinha.
  • Feito isto, com as mãos esfarele tudo muito bem para que não fiquem grumos. Junte o fermento que nessa altura já duplicou de volume e comece a juntar os ovos 1 a 1.
  • Amasse, como se faz para amassar pão. Junte a aguardente e continue a bater até obter uma massa macia. Se necessário vá enfarinhando as mãos.
  • A massa tem que ser sovada energicamente, com os punhos, até se descolar do alguidar e começar a formar bolhas de ar. A massa ficará pronta quando começar a formar bolhas de ar.
  • Deixe levedar por umas 4 ou 5 horas em local resguardado de correntes de ar e coberta por um pano branco e uma manta quentinha. Quando duplicar de volume estará pronta a fritar
  • Ponha bastante óleo numa fritadeira para as filhós poderem flutuar.
  • Molham-se as mãos em azeite e retiram-se pequenas porções de massa que se estendem de forma a obter um círculo de espessura fina, evitando fazer buracos.
  • Mergulhe no óleo fervente mas não demasiado quente e com 2 garfos dê-lhe um jeitinho a imitar uma flor.
  • Depois de retirar da fritura e escorrer em papel absorvente, polvilhe com açúcar e canela.

Dica

Se os ovos forem pequenos, utilize 12 ao invés de 10. e pode usar 30 a 40 gr de fermento de padeiro, de acordo com a quantidade dos ingredientes.

Bom proveito!

Aletria

Aletria

A aletria provavelmente foi trazida para a Península Ibérica pelos mouros, no século VIII ou IX. Manteve-se em Portugal e incorporada na culinária portuguesa, passando a designar a massa de fios muito finos, com a qual se prepara um doce típico de Natal, presente em quase todas as regiões do país

Ingredientes

· 350 g de aletria (cabelo de anjo)

· 300 g de açúcar

· casca de 1 limão

· 1 pau de canela

· 1 colher de sopa de manteiga

· 1 colher de sopa de banha

· 1 litro de água

· 1 litro de leite quente

· 6 gemas de ovo

· canela para polvilhar

Modo de preparação

1. Levar a água ao lume com a manteiga, a banha, a casca de limão e o pau de canela, quando levantar fervura adicionar a aletria e mexer bem para a massa se soltar.

2. Adicionar o leite quente e deixar cozer por breves minutos.

3. Retirar do lume, bater as gemas e juntá-las à massa mexendo sempre para incorporar, levar de novo ao lume para engrossar sem deixar ferver, um minuto ou dois no máximo.

4. Colocar em pratos ou travessas, deixar arrefecer e polvilhar com canela em pó.

 

Bom proveito!

Maria Papa Rica

GRÁTIS
BAIXAR